quinta-feira, 27 de novembro de 2008

falta II

vou derrubar as paredes explodir o teto abrir uma janela bem
aqui no meio. cansei de empilhar sonhos e andar de joelhos.

9 comentários:

Pavitra disse...


então pilha os sonhos
depois deita e rola... :)

WoodstocK disse...

Para Claire.
Um carinho por tabela.

“... Não sei se abro o verbo e deixo o verso fluir, ou se acato a ordem de um ponto final e a vida que pare por aqui...”

Ainda que existam verbos que paralisem bem mais do que um tímido ponto em uma frase quente.

Não sei se abro a camisa e vôo qual super-homem perdido em alguma infância.

Ou se trinco os dentes enquanto engulo em seco essas previsões de quiromancia.

Nunca fui bom em escolhas.

Se a bebida era de chapinha, meu abridor era de rolha.

Por conta de tal sorte, ou a ausência dela, passei a adotar as coisas boas das outras pessoas como minhas também.

Um jeito não muito nobre de se viver, mas, apaixonado e desejoso de amar eternamente todas as pessoas que me encantam.

Respostas, decisões, portas, janelas, nacionalidades, amores, paixões...
...manias, tiques...

Elucubrações... Idéias... Ideais. Tudo isso fui adotando pelo caminho.

Onde houvesse um encantamento, daquela pessoa alguma coisa eu absorveria e sorveria.

E passava a ser minha também.

A coisa é pessoa, é claro!

Jamais a pessoa que é coisa.

...até algumas escovas de dente e algumas taras adotei por achar que a pessoa da hora, era a da HORA mesmo, e para sempre.

Mas as horas se foram. E aquelas pessoas também.

Passaram.

Mas aquelas coisas que ti falei, aquelas que eu adotei, essas estão aqui comigo.

São minhas essas lembranças.

Elas sempre me re-encantam todas as vezes em que lembro delas.


E assim será com as horas que aqui passei.

Tião

menta disse...

empilharei janelas em mim,

você vem?

Luiz Coelho disse...

adorei a primeira frase, mto, mas mto feliz mesmo!

Luisa Coser disse...

um castelo, eu vejo, feito de sonhos... enquanto você os empilha eles tomam forma. eu vi... e olha, pretendo escrever uma teoria sobre a obviedade. mas por enquanto, vou ficar na teoria dos tempos concomitantes. muito obrigada... clareia e incendeia.
biz

pancovix disse...

não há nada que me comova mais
que um belo trabalho de demolição ..

claire disse...

adorei a máxima, dropê!

Carleto Gaspar 1797 disse...

Escrito diretamente do Vale do Itajai

Pripri* disse...

Eu estava viajando nas suas palavras...

Até ler o comentário do Loscar e cair na gargalhada!!!